segunda-feira, 12 de junho de 2017

O FRIO MATA


É naquela noite fria, em que você se encontra debaixo da coberta, no conforto da sua casa, depois de ter bebido algo quente,  e vem na sua pele e na mente,  a sensação que tem algo de errado. Sim, tem algo de errado! 

A dor invade meu peito, minha imaginação, por mais que seja uma imaginação, é real. Do lado de fora de minha casa, a algumas dezenas de metros de minha cama quente, lá estão eles sob o frio intenso e a fome delirante, suportando, aquilo que com certeza é insuportável. Não ter onde se abrigar, não ter como pedir, não ter como se defender dos intempéries da natureza, os deixam vulneráveis  e a mercê da própria sorte, esses são os animais de rua, junto também de moradores de rua.  

Em imaginar também que muitos desses animais, hoje abandonados, já tiveram um lar, quem sabe um cobertor, quem sabe uma pastinha  nas noites frias de inverno, e agora se encontram desprotegidos em um mundo extremamente hostil. frio e cruel. Sejamos a voz que não têm, sejamos o cobertor que  não tinham, sejamos o alimento que os falta. 


Podemos fazer algo? Sim, sempre! 

O pouco é muito, e para eles pode ser tudo. 
Caixas de papalão, mantas velhas, baldes, muito jornal, e alimentos que também aquecem o corpo e fortalece, para suportar o sofrimento, esses podem aliviar substancialmente as noites frias de alguém. 

Só depende de nós. 

Por: Jota Caballero  
Comentários
0 Comentários

CRIAR PASSARINHOS É COISA DE RETARDADO! VOCÊ CONCORDA?

Quando digo retardado, não me refiro a deficiência mental e sim, a deficiência  de caráter, maldoso de coração, ruim, ignorante, atras...