sexta-feira, 2 de junho de 2017

Desamparar um animal na velhice, é o cúmulo da crueldade




Todos os dias vemos casos absurdos de abandono de animais, mesmo sendo cruel, não é tão cruel quando vemos um animal idoso, muitas vezes cego, doente ou com um tumor a cambalear pela rua, derivado de uma abandono promovido por algum covarde.

Não sabemos, mas tentamos imaginar o que passa na cabeça de alguém que abandona um animal que, o mesmo conviveu por um longo tempo. É difícil aceitar e até imaginar alguma coisa que justifique essa má conduta, pois não existe justificativa para tal monstruosidade. 





Não pode ser uma atitude normal e aceitável, digamos que esteja mais para uma mente com algum tipo de patologia, e pelo jeito, grave. Pergunto: Como manter laços afetivos por um longo tempo com um ser vivo que foi seu dependente? 

Esse com conviveu por anos, passou vários momentos ruins ou bons, marcantes ou não, e por fim, ter como resultado dessa relação, o abandono, e o pior, no momento que o animal mais precisa, na velhice. 

Não podemos tolerar esse comportamento reprovável por pessoas de nosso ciclo e a nossa volta. O abandono não é algo para se assistir calados, é algo para se revoltar e denunciar, pois é crime, e como todo crime, é passivo de punição. Que assim seja! 

Jota Caballero 
Comentários
0 Comentários

CRIAR PASSARINHOS É COISA DE RETARDADO! VOCÊ CONCORDA?

Quando digo retardado, não me refiro a deficiência mental e sim, a deficiência  de caráter, maldoso de coração, ruim, ignorante, atras...