quinta-feira, 13 de julho de 2017

Animais dentro do carro: você quebra o vidro ou chama a polícia?


Infelizmente é uma realidade no mundo todo, esquecer animais  ou propositalmente deixá-los trancados como se fossem objetos inanimados dentro de veículos por horas, maioria das vezes em shoppings e supermercados.  

Já vimos muitos casos que os animais vieram a óbitos, geralmente no calor do verão, temperatura acima de 25 graus, onde  já é o bastante para em  uma hora causar danos irreversíveis, até  à morte. 

 O que fazer se encontrar um cão trancado em um carro ao sol? O assunto tem causado polêmica nas redes sociais. 

Você chama à polícia, ou quebra o vidro do veículo para salvar o animal o quanto é tempo? 

Posso dizer que dependendo da situação não há dúvida, quebra-se o vidro, pois a vida do animal vale mais do que uma janela automotiva quebrada. Entretanto, para não haver discussão, se estava ou não na situação de risco, aconselhamos que faça um vídeo com o próprio celular, arrume testemunhas a sua volta, para caso houver algum problema de discussão ou de cunho jurídico,  que  sirva de prova que o animal estava realmente em uma situação de perigo. 

Os cães não são meros animais de companhia. São seres vivos com necessidades fisiológicas muito idênticas as dos humanos. Se estiverem trancados dentro de um carro ao sol, no limite podem morrer, devido ao aumento exponencial da temperatura. Tremores musculares, hipersalivação, perda de consciência, falta de coordenação motora, respiração ofegante, convulsões e vômitos são alguns dos sintomas provocados nos cães pelo calor extremo no interior de um automóvel. 

A grande questão é: esses animais não sabem se defender, não podem falar e são submissos a nós humanos. Não podemos deixá-los a mercê de irresponsáveis e completamente indiferentes as necessidades físicas desses animais. Deixar um animal trancado dentro de um veículo no sol, digamos que isso se encaixa facilmente no crime de tortura, mas por enquanto nossas leis ainda são brandas para esse tipo de crime em relação a esses seres.  

Reiterando, avaliem bem a situação do animal, se corre risco de morte ou não. Caso não haja risco, chame a polícia, e resolva o problema formalmente. Caso não, o animal está apresentando sintomas de fraqueza, convulsionando, respiração acelerada, não titubeie, quebre o vidro e salve-o, é o mínimo em uma situação de risco de morte, logo chame a polícia e faça a ocorrência.   

Jota Caballero   
Comentários
0 Comentários

CRIAR PASSARINHOS É COISA DE RETARDADO! VOCÊ CONCORDA?

Quando digo retardado, não me refiro a deficiência mental e sim, a deficiência  de caráter, maldoso de coração, ruim, ignorante, atras...