sábado, 22 de julho de 2017

Toda a crueldade e segredo industrial resumido em uma foto aterrorizante


A imagem que você vê não foi criada nem retocada no Photoshop: esta é uma fotografia de Diane Scarazzini, uma ativista de direitos dos animais, e foi tirada em Oregon, EUA.





Em cada cabine há um bezerro, que foi arrancado de sua mãe algumas horas após o nascimento. Diane os chamou de “condenados a uma morte certa no prazo de seis semanas.”

Os animais são separados da mãe após o nascimento, o que causa um enorme estresse tanto para a vaca quanto para o bezerro, ambos muito ligados uns aos outros. Muitas vezes a mãe continua a mugir para chamar seu filhote por vários dias após a separação.
Bezerros machos, incapazes de produzir leite, são destinados ao mercado de carne.
As vacas passam a vida em um ciclo constante de gravidez, parto e tráfico, uma vez que o leite é destinado para a produção leiteira.
Mas o que pode ser feito para limitar a crueldade de fazendas industriais sem necessariamente fazer o mundo se tornar vegetariano ou vegano, porque sabemos que é impossível? Deixamos essa questão em aberto.

Comentários
0 Comentários

CRIAR PASSARINHOS É COISA DE RETARDADO! VOCÊ CONCORDA?

Quando digo retardado, não me refiro a deficiência mental e sim, a deficiência  de caráter, maldoso de coração, ruim, ignorante, atras...