domingo, 23 de julho de 2017

Pra que serve a dor, você já se perguntou isso alguma vez?


        




       Dor, palavra abominável e sentimento insuportável para o ser humano. Mesmo assim produzimos dor na integra a bilhões de seres no globo terrestre,  produzimos por ignorância,  ganância e maldade. 

                  Vamos lá, essa mera explicação sem fundo cientifico, só  de uma simples observação, baseada apenas em lógica, na minha existência e   auto conhecimento. Pois bem, somos seres existentes em um planeta que é regido por leis, estamos em matéria densa, precisamos de um corpo, precisamos de comida, precisamos do ar,  sol,  água, etc. Além de tudo isso, precisamos nos proteger, correto? Aí entra a dor, ela  é nossa proteção por toda nossa existência aqui nesse plano de terceira dimensão. 

Sem  'dor' nos auto flagelaríamos, não teríamos limites ao chutar uma pedra, ao pular de alturas, ou até mesmo tirar a própria vida, sem que este  oferecesse resistência natural de proteção,seria fatídico e não teria sentido. Não duraríamos o quanto necessário para nosso desenvolvimento físico, talvez fosse impossível que houvesse vida com sem esse princípio. Seria um vida curta e sem propósito, por isso sempre digo que existe algo inteligente e superior  que nos rege. Não entro em mérito religioso, por estreitar algo tão imenso e incompreensível a mente humana. Como agnóstico, prefiro dar crédito a lógica, do que me render a crença do finito.   




Só não consigo compreender como essa inteligência suprema deixa  que seres promovam  dor a outros seres, já que na minha visão de ignorante seria um contrassenso, uma injustiça do maior sobre o menor, o que seria de fato, covardia. 

Vemos exemplos pelo nosso mundinho que choca apenas alguns e  outros  bilhões de pessoas sequer se preocupam com a dor, quando essa é alheia.  Humana ou animal, a indiferença da maioria predomina.

 A dor moral no humano ainda sim tem um propósito, se melhorar, se lapidar, evoluir. Já a dor física é inerente a todos os seres, e como já foi dito, proteção incondicional a todo ser vivente, para que ocorra sua temporária existência e sobreviva a todos os intempéries da natureza.  



Dificilmente evoluímos por opção, por disciplina, geralmente evoluímos pela dor, física e moral. Por isso não vejo  motivo dos animais sofrerem o pão que o diabo amassou nas mãos dos humanos, quando estes os torturam, escravizam e  matam.  Somos os únicos na crosta terrestre que conseguimos contextualizar o que sentimos, e por ironia, os que mais promovem o mal por onde passam.

O que se passa na face da terra hoje não corresponde  a normalidade, o fato é: mais da metade da comida que produzimos jogamos fora, sabendo-se que todo esse alimento é derivado de vidas, de sofrimento de seres  que foram expostos ao ridículo, escravizados, torturados e assassinados.  

Animais  seres idênticos aos humanos, individuais como espíritos, que  sentem fome, frio, medo, adquirem doenças, precisam o mesmo ar, absorvem o mesmo sol, mas só com uma diferença,  não possuem consciência, que o ser humano goza em sua posição terrena.

Os animais não humanos, não sabem porque estão aqui, não sabem distinguir com perfeição o bem e o mal, esse é definido pelo instinto mais aferido, mas mesmo assim muitos seres inconscientes demostram mais bondade e benevolência que muitos humanos. Um exemplo entre vários são  os cães, são seres de extrema bondade, não guardam rancor, perdoam todas as mazelas por nós produzidas, até mesmo quando têm suas vidas ameaçadas.  

                  
Vegetarianismo:  se alimentando apenas de vegetais, seria o caminho para o fim de vários problemas, seria o fim da escravização animal, seria o fim da crueldade no espirito humano.  Somos cruéis e muitas vezes nem sabemos disso,  praticamos o que o instinto coletivo lhe induz. Quando vemos o que praticamos na integra, realmente enxergamos o quanto somos cruéis. Tem uma frase que divulgo muito no twitter, uma frase budista, religião a qual respeito muito, por ser essência:


"IMPLORAMOS A MISERICÓRDIA DE DEUS,

 MAS NEGAMOS PIEDADE AOS ANIMAIS, 
PARA QUAL SOMOS UM DEUS!"
                                         
(Buda)


                   Um dos maiores argumentos dos onívoros, é que as plantas são seres vivos também. Sim, são seres vivos, mas com uma enorme diferença, não possuem sistema nervoso, esse possui ligações nervosas capazes de produzir efeitos no organismo, uma delas, a dor. 

              É duro pessoas  omitirem e tentarem encobrir  aquilo que  fere os próprios interesses, que acabam com o que lhe é conveniente. Comer carne é saboroso, mas o sofrimento  cruel e insuportável, e sobrepõe  a esse pequeno prazer  que grande maioria luta e fecha os olhos para continuar a se saciar.  Não importa quanto sofrimento isso gera, quantas vidas são tiradas, quanta crueldade promovem. 


Nós procuramos saber a origem, queremos o paladar, somos capazes de fazer o outro sofrer até que nos empanturremos de corpos mutilados em nosso  organismo.  Não somos capazes de promover bem estar universal, somos capazes apenas de promover nosso próprio bem estar. Mas o grande problema está aí,  onde vai nosso verdadeiro bem estar, se produzimos um inferno a nossa volta?  

  Nesse sentido observo que estamos em um planeta em baixo grau de evolução. Somos manipulados e ao mesmo tempo  egoístas a ponto de achar que somos o centro do universo.  Que somos imagem e semelhança do criador, que somos santos, anjos e que vamos para o "céu". Mas quando levantamos o véu da ignorância vemos que não somos nada disso, apenas de um monte de zumbis venerando  dinheiro, paladar e egoísmo em escala frenética pela auto satisfação em tudo que  fazemos.

Para finalizar essa reflexão. Se a dor existe para não  nos mutilarmos, por que mutilamos outros seres, se esses  são providos da mesma capacidade de sentir que nós? 


   Por Jota Caballero


Comentários
0 Comentários

CRIAR PASSARINHOS É COISA DE RETARDADO! VOCÊ CONCORDA?

Quando digo retardado, não me refiro a deficiência mental e sim, a deficiência  de caráter, maldoso de coração, ruim, ignorante, atras...