quarta-feira, 26 de julho de 2017

Ditador Maduro mata elefanta de fome



Os urubus voando em círculos sobre o zoológico de Caricuao são o aviso derradeiro. Ruperta, a elefanta de 46 anos cruelmente submetida a um regime de inanição, vai morrer em breve. O fim está perto, anotou uma reportagem do Los Angeles Times.




O sofrimento do pobre animal, tão forte que sua agonia acompanhada no mundo todo durou anos, é evidentemente uma metáfora poderosa do que está acontecendo com os próprios venezuelanos.

URUBUS CHEGANDO

No zoológico de Caricuao, restam hoje 150 dos 700 animais recenseados em 2006. Pavões, flamingos, patos selvagens, catetos e bodes já viraram churrasco há muito tempo. No ano passado, um grupo invadiu o espaço de um raro cavalo de raça. O garanhão negro foi esquartejado e dividido lá mesmo.
Ruperta, a elefanta que está morrendo de fome, levou um tombo recentemente e se machucou. A alimentação dela estava reduzida a abóboras. Os urubus voam cada vez mais perto.
Mas o regime continua fazendo o que sabe fazer de melhor. “É proibido dizer coisas negativas”, disse ao Los Angeles Times um dos tratadores de Ruperta. “Não podemos falar sobre o que está acontecendo porque podemos perder nossos empregos”.
Outro funcionário do zoológico constatou: “Às vezes, nós estamos mais com fome do que eles”.
Sobre a Venezuela, tristemente condenada a servir de exemplo sobre o que de pior um regime populista autodenominado de esquerda pode fazer, continuam a planar os urubus.

Fonte:Veja
Comentários
0 Comentários

CRIAR PASSARINHOS É COISA DE RETARDADO! VOCÊ CONCORDA?

Quando digo retardado, não me refiro a deficiência mental e sim, a deficiência  de caráter, maldoso de coração, ruim, ignorante, atras...