sábado, 22 de julho de 2017

Você para de comer, eles param de matar, é matemático




Assim o mundo se tornará Vegano. Uma ordem natural, se não há animais para consumo, não haverá produtos e derivados. E não o inverso. 


 Hoje o mundo  é carnívoro. Percebemos isso quando entramos em um supermercado e olhamos 360° a nossa volta. Não há uma direção que não haja algum produto derivado da exploração animal. O condicionamento que se arrasta por milênios, esse é fortalecido por uma indústria bilionária, que paga  uma mídia mercenária, propagandas tendenciosas que arrastam multidões através de apelos publicitários que aguçam o apetite e o paladar dos humanos de forma sistemática. Não há verdade na ilusão, como o nome já diz, é ilusão. Percebe-se o grau fantasioso das propagandas quando essas são sobre carnes e laticínios. Segundos de puro deleite, sobre o efeito de carnes grelhadas, crianças felizes e vaquinhas contentes. Esse mundo em que vivemos é uma mentira, produto de uma mentira, criada por mentirosos. 

Esse planeta hoje se move basicamente por estímulos conduzidos por oligopólios que segmentam e constroem  a vontade humana. Assim deduzindo-se que o ser humano não é o que acha que é, apenas um organismo vivo que vive escravo de instituições financeiras que movem a macro economia de forma predatória.


Hoje quem luta pela causa animal e pelo fim do especismo, ou seja, pela igualdade de tratamento entre espécies, sabe  que o mundo é assim, e por mais contraditório que seja, a sensação é que estamos em um mundo errado, por ser cruel e doloroso para quem expande a consciência. Estimulem as pessoas se tornarem vegetarianas, que o veganismo  será uma consequência natural, não tem como o ser inverso, é um contrassenso, um choque de incompreensão devido o baixo padrão vibracional dos humanos.  

Vemos pessoas  'Veganos xiitas', que ao invés de estimular , pelo contrário são agressivas com os que ainda comem carne, até mesmo com os que são vegetarianos, que estão em processo transitório para a nova realidade.  Isso só segrega, e faz com que pessoas sistêmicas desacreditem do ideal Vegano, ou seja, não conscientizamos , apenas segregamos o ideal. 

Quebrar condicionamentos é uma luta diária. Exige domínio de sua razão, extinção progressiva da ignorância, abstinência de costumes cotidianos arrastados por décadas, mudanças de comportamentos, absorção de informação, desconexão social. São pontos fundamentais de quem realmente quer mudar hábitos e adquirir novos valores.  Só o conhecimento e o autoconhecimento pode abrir uma viela nesse mundo de vastos caminhos imensos para o absurdo, desnecessário, desumano, cruel e sanguinário.



Existem pontos claríssimos que a grande maioria dos Veganos não levam em consideração.  Ainda consumimos derivados do petróleo, da cana de açúcar, esses são também responsáveis pela morte e escravização de bilhões de seres na crosta terrestre.  Quantos animais marinhos o Petróleo  mata? Através de explosões submersas, entre baleias, golfinhos, crustáceos, etc. Quantos animais são mortos na colheita e queimada ( proibida)da cana de açúcar? Entre esses estão, diversas espécies de cobras, preás, roedores em geral, etc. Quantas áreas são devastadas para extração de algum tipo de matéria prima?  Nós andamos de carros, consumimos  combustíveis fósseis, usamos borracha, e todo tipo de plástico derivado ainda do sofrimento de outras espécies, temos que racionalizar mais nossas atitudes diante de uma mundo ainda grotesco. 

Não estou justificando e nem fatalizando o 'matar', mas tentando ser claro, que devemos olhar pra trás e nos colocarmos de novo no lugar daqueles que não conseguem enxergar o que enxergamos hoje, e veremos o quanto é tão complexo entender esse processo, essa mudança tão necessária. 

Temos que compreender o meio em que vivemos, e nos colocar em um processo evolutivo, que inclui infelizmente o ciclo de vidas e mortes.  Porém, fica claro que já podemos deixar o jogo de mata mata, a qual chamamos de cadeia alimentar. Somos o topo do sistema piramidal nesse planeta, o qual, estamos incluídos, possuímos consciência, raciocínio lógico, discernimos o certo do errado,  o bem do mal, o bom do mau. Não podemos agir por instinto, se possuímos qualidades fundamentais para não nos comportarmos mais como crocodilos, leões, e todo animal que age por estímulos básicos em defesa da sua própria sobrevivência. Nosso intelecto é a chave para um mundo mais justo, e esse está nas mãos de condicionadores de comportamentos, é contra esse que devemos lutar, é contra essa máquina assassina que poucos conduzem de forma desproporcional e contra a evolução de bilhões de humanos. 



A espécie humana já era para estar há anos luz de sua atual posição na Terra. É notório e fatídico que fomos atrasados por dominantes que escravizam a mente humana, para simplesmente obter poder. Os efeitos negativos desse domínio já está  sendo sentido pela atual e presente espécie humana, entre mudanças climáticas, calor insuportável, cheias, queimadas, etc. Todos sabem que a pecuária hoje é a grande vilã do planeta, onde fazem consumir mais de 80 bilhões de animais anualmente, para apenas 7 bilhões de seres humanos, sabendo-se que 1/3 dessa população são miseráveis e passam fome. A matemática assassina é muito clara, e não deixa dúvidas que tudo está muito errado. 

Então tentem introduzir um carnívoro no vegetarianismo, através de conscientização, introdução e respeito.  A probabilidade desse se tonar Vegano amanhã, é alta, pois  faz parte do processo evolutivo da expansão da consciência, que por sinal e experiência própria é algo tão complexo, dolorido e altamente de cunho compassivo, algo que deve está dentro da alma para refletir em nosso espírito.  

Jota Caballero 
Comentários
0 Comentários

CRIAR PASSARINHOS É COISA DE RETARDADO! VOCÊ CONCORDA?

Quando digo retardado, não me refiro a deficiência mental e sim, a deficiência  de caráter, maldoso de coração, ruim, ignorante, atras...